Associação dos Corredores de Rua de Maringá

TEXTO EM DESENVOLVIMENTO - ABERTO À PARTICIPAÇÃO DE TODOS

(CONCLUÍDO E CONDENSADO estará disponível para quem quizer organizar eventos simples - lazer popular)

ALÔ CORREDOR ANTIGO E NOVATO

CLIQUE AQUI E DÊ SUA IDÉIA

OU - mande sua dica pelo e-mail - acorremar@uol.com.br

ORGANIZANDO SIMPLES EVENTOS DE CORRIDAS PEDESTRES DICAS DE COMO REALIZAR UMA CORRIDA POPULAR COM POUCO DINHEIRO

A ESCOLHA DA DATA DO EVENTO

Corrida do Clube... Corrida da Escola... Corrida do Aniversário... Corrida do Advogado... Corrida da Imprensa... Entre Cidades... Corrida da Soja... Do Milho... Corrida da Uva... da Maçã... Corrida do Feijão... do Mel... Inverno... Do Outono... Verão... da Primavera... Corrida da Saúde... Da Prevenção... Corrida das Crianças... Corrida do Soldado, do Bombeiro, da Cavalaria, da Infantaria... Corrida do Índio.... Corrida de São Jorge... São João... São Benedito, Santo Antonio... Corrida Cristã... Corrida da Paz... da Solidariedade. Corrida Anti-fumo. Anti Droga... Corrida do Sindicato. Corrida do Trabalhador. Corridas dos Pais... Mães... Corrida do Garção. Corrida do Comércio. Da Industria. Da Farmácia. Corrida do Supermercado. Do Shoping... Do Jovem... Corrida do Vovô... Do Veteranos... Corrida Feminina...Corrida de Natal... Ano Novo... Páscoa... Tiradentes... Aleluia... Corrida Ecológica... Da natureza... Corrida Turística... Corrida do Sol. Do Sal... da Lua...

Todo dia é dia para se organizar uma corrida de rua. Na primeira edição, é comum o organizador, pela falta de vivência, não observar os Calendários de corridas da Região. Muitos primeiros eventos nunca mais ocorrerão, porque, simplesmente foram um fracasso de participantes. É que alguém não teve o cuidado de observar que, naquele dia, naquele mesmo horário, havia uma cidade da região fazendo sua tradicional décima-e-tanta edição de uma idêntica corrida de rua, com premiação e organização comprovada. Claro que quanto mais opção houver, melhor para os corredores, porém, se o objetivo for, oferecer lazer para a comunidade e receber centenas de visitantes turistas de outras cidades, uma boa pesquisada nos calendários será obrigatória. Muitas vezes dá para fazer na mesma data de outro evento da região, porém, fazê-lo no período da tarde ou da noite, por exemplo, não coincidindo com o outro evento marcado. Tem cidade que quer fazer a corrida no dia do Aniversário do Município, não se importando se é numa terça-feira o feriado municipal. Um evento assim visa a participação da comunidade, mas, o ideal, é ser aberto para os corredores de qualquer lugar. Normalmente o município, ou o clube, faz a corrida no domingo ou sábado anterior ou posterior ao aniversário comemorado. O que mais entristece um corredor e uma corredora são cidades (poucas delas) que organizam provas de rua SÓ PARA OS MORADORES (como por exemplo, Marialva-PR), tudo bem, é um direito, respeitamos, mesmo sendo questionável essa opção, no sentido de que o esporte é direito de qualquer cidadão e as inscrições podem até ser restritas quanto ao número, porém, impedir que visitantes participem - é algo a se pensar - com certeza, se esta prática se generalizar, seria muito ruim para o desporto popular e a integração entre as comunidades, estados e países.

REDUZINDO CUSTOS - OBJETIVO MAIOR

CRIANÇAS - uma boa redução nos custos de uma simples corrida de rua poderia começar, não tendo que distribuir números, kits, alfinetes, senhas, chips, para a criançada... pode-se fazer como nos Triatlos em que os participantes são "marcados" com pincéis que escrevem nos braços o número reservado na lista de inscrição. Tudo bem, funciona legal e dá uma economia nos gastos... e, afinal, a criança não tá nem aí para número no peito, senha, alfinetes... tudo que ela quer é simplesmente C O R R E R... criança não é como os novos corredores de rua que estão aparecendo, munidos de paranafernálias eletrônicas que os tornam escravos e dependentes virtuais... e obrigam os organizadores a gastar grande parte do orçamento em organizar/publicar relatórios contendo tempos, passagens, colocações, fotos, vídeos, de preferência - no mesmo dia, na internet... estamos falando de corridas de rua simples: aquelas que existiam antigamente... e nunca deverão acabar... e é nossa obrigação como cidadãos - preservar. E é claro que dá para usar a Internet para divulgação, com fotos e detalhes do evento e do pós-evento, porém, não há necessidade de exagero...

PEQUENOS EVENTOS - CRIANÇAS - mesmo sem experiência na realização de uma corrida de rua é comum um organizador, ao fazer sua PRIMEIRA prova querer a participação do maior número de crianças da cidade e de visitantes... isto pode resultar em problemas pela estrutura, muitas vezes, insuficiente para atender a criançada da melhor forma possível. Resultado? bagunça, desgaste nos organizadores, voluntários, participantes e, no próximo ano... é claro, quase sempre, os promotores não mais farão a corrida de rua... mais fácil o torneio de futebol... nós corredores antigos cansamos de verificar isto nos eventos - são Clubes, Colégios, Prefeituras, Paróquias, Entidades diversas que fazem, apenas, a PRIMEIRA e infelizmente, a ÚLTIMA edição...

Portanto, o ideal, para os iniciantes na organização de eventos de pedestrianismo, é começar DEVAGAR, sem pretensão de atingir um mega-número incontrolável de crianças inscritas. Com o decorrer dos anos, ganhando experiência, vivência a equipe de servidores e voluntários conseguirão, aí sim, fazer grandes eventos para o maior número possível de crianças - veja a TIRADENTES (MARINGÁ)...CORNÉLIO PROCÓPIO...APUCARANA...LONDRINA... levaram anos para atingir o estágio que estão agora, e se tratam de cidades de médio e grande porte.

Com certeza, se o dinheiro estiver sobrando, organizadores podem colocar número, distribuir chips, camisetas, dinheiro, etc. É que estamos tratando de eventos simples de rua, não que sejam corridas sem brilho, muito pelo contrário, A EMPRESA que se associar nesse tipo de evento, vai ter um investimento insignificante com um retorno expressivo - acima de tudo, o retorno do envolvimento social - que é um componente forte no âmbito de Cidadania e o retorno é impagável.

TROFÉUS - muitos organizadores sonham em realizar corridas de rua em suas comunidades e simplesmente desistem, quando se deparam com as planilhas de custo, por exemplo, de itens como TROFÉUS. Funcionários dos Clubes, empresas, pessoas do setor de Compra, Secretários, Diretores de esporte sem a vivência no mundo das corridas rústicas, podem cancelar projetos que seriam viáveis e baratos, pela simples inexperiência em gastar cada centavo disponível para a realização do evento. Troféus para cada categoria são normalmente três e NÃO HÁ NECESSIDADE DE SEREM MÉDIOS OU GRANDES TROFÉUS. Pelo contrário, para a maioria das corridas de rua, devem ser os menores possíveis - o valor é o mesmo para o verdadeiro pedestrianista. Não liguem para as opiniões, porque tem sempre algum corredor e dirigente mala... eles não estão com nada e criticam tudo, como o tamanho do troféu, porém, a maioria dos participantes, não tá nem aí para esse detalhe insignificante... para a maioria, o importante, é sempre poder ter a chance de fazer o que mais gosta - CORRER. Troféu grande NUMA PROVA POPULAR é ilusão e dinheiro jogado fora. Ora, até mesmo na Fórmula Um você vê troféus relativamente pequenos, considerando a grandeza e a grana envolvida... imaginem uma corrida de rua simples... portanto, senhores idealizadores, NÃO GASTEM suas fichas com esse item, briguem pelo preço e encontrarão troféus pequenos, os menores, e que terão o mesmo valor desportivo-sentimental para quem merecê-los. Desta forma vai sobrar numerários que poderão ser utilizados: na aquisição de mais medalhas... mais troféus... mais categorias...e demais gastos/prêmios, etc.

MEDALHAS - Não se sintam na obrigação de distribuir medalha para TODOS participantes que concluírem a prova. Sabemos que nem sempre é fácil para organizadores de uma corrida simples de rua conseguir fazer esse gasto (estamos falando em eventos que não cobram taxa de inscrição). Por outro lado, não se esqueçamos que até na Olimpíada - SÃO TRÊS MEDALHAS. Visto por esse ângulo, alguns defendem a idéia de que as medalhas, hoje em dia, não tem mais o valor que deveriam ter... que perdeu-se o sentimento de honra em recebê-las, já que muitas provas distribuem medalhas para todos que completarem... a vida toda, provas pedestres distribuiam medalhas para um número estabelecido de participantes que chegavam, e é claro que era o sonho de todo o pedestrianista conseguir´uma medalha - realmente, era respeitado um participante que voltava pra casa com uma medalha no pescoço... por outro lado, uns defendem a idéia de que todos que completam são heróis e merecem uma medalha... Talvez, poderia até ser possível economizar nas compras e nos tamanhos dos troféus, chips, números e outras coisas que estamos mostrando. Mas, a maioria dos pequenos eventos não distribuem medalhas para todos. Portanto, a medalha, não precisa ser gigante, pode ser a mais barata, mas com uma boa fita e se possível, gravada com o nome do evento, isto não é tão caro e tem valor para o verdadeiro amante do pedestrianismo. Pode crer que o participante, a maioria, não dá a mínima para o tamanho da medalha - ele quer ganhar a sua competindo bem, levá-la para a casa, mostrá-la e depois guardá-la por um bom tempo (grande parte dos corredoes não tem pretensão nenhuma de se mostrar com a medalha - o importante, na verdade, para essa grande maioria, foi a DIVERSÃO... foi poder CORRER... VIAJAR... SE SOCIALIZAR...), portanto, não há necessidade de SUPER-MEDALHÕES nas corridas simples de rua... uma medalha será sempre nada mais que uma medalha, apenas um símbolo, um referencial e, para os alguns-poucos chatos participantes que se preocupam mais com o tamanho e a qualidade das coisas, do que, com o prazer de ter tido a oportunidade de participar de uma corrida - eles que se danem e se dirijam para as corridas que cobram altas taxas de até R$ 150 (cento e cinquenta reais).

Claro que se o orçamento não permitir pode haver entrega de um número pequeno de medalhas. É válido e repetimos, o importante, acima de tudo, é PROPORCIONAR aos participantes a chance de CORRER. Precisamos de eventos para nossas comunidades visitantes e turistas. Com o tempo, com a realização de novas simples edições, com certeza, a comunidade valorizará e surgirão pessoas, empresas, etc. dispostos em colaborar com os custos, já que uma corrida pedestre insere qualquer comunidade, clube, escola, empresa, no mundo todo, ou na própria região, estado, num retorno social e humano incalculável - valores que tornarão os idealizadores respeitados e admirados em todo o contexto desportivo e social.

CARTAZES - algumas rústicas gastam uma boa parte da receita com a confecção de milhares de folhetos e cartazes a respeito do evento. Hoje em dia, não há mais necessidade de investir muita coisa em cartazes (desculpem as gráficas) - Na Internet, Blogs e Sites de Corridas, você consegue divulgar seu evento de uma forma totalmente grátis. Não que seja errado gastar com esse ítem. Mas, gaste o menos possível. Lembramos de um organizador de uma corrida de rua distribuindo milhares de cartazes e convites para seu evento... Fomos lá na prova e o organizador na bronca pela "pouca participação"... lá estavam 106 participantes... não que 106 participantes seja um fracasso... porém, é claro que a montanha de cartazes teve um custo... este gasto poderia, por exemplo, ter sido direcionado para MAIS TROFÉUS... MAIS CATEGORIAS (eram poucas) e, com certeza, por este motivo, centenas de corredores não apareceram...

CAMISETAS - tem eventos que distribuem centenas de camisetas para o pessoal da organização... poderiam ser distribuídas para os corredores pódios nas categorias. Claro que se o patrocinador bancar um monte de camisetas melhor. Mas, não é o que se vê, muitas vezes, este gasto poderia ter sido direcionado para premiar os participantes... que DIVULGARIAM a empresa em suas cidades... fotos nos Blogs... etc... Não que o pessoal da organização não mereça. Estamos falando de redução de custos e a empresa da cidade pequena que banca a camiseta, poderia distribuí-la para os ganhadores das categorias... sobrando dinheiro para aquisição de troféus e medalhas, por exemplo.

TAXA DE INSCRIÇÃO - por incrível que possa parecer... tem organizadores de corridas simples de rua, que tem a CARA-DE-PAU de cobrar taxa de inscrição de uma criança. Isto é um absurdo, uma atitude que, acima de tudo, exclui a criança da periferia (90% das crianças brasileiras) de poder exercer seu direito ao lazer e recreação... Tem corrida de rua organizada - é verdade! por Entidades Públicas, ou por empresas (mas que usam leis/patrocínio Público) que se esqueceram que o esporte é direito do brasileiro e na maior cara dura cobram inscrições da molecada... Por favor, isto deve ser evitado, assim como, cobrar da garotada, quilos de alimento, etc... Entendemos que pode ser colocado como opção de doação - NÃO COMO CRITÉRIO-OBRIGAÇÃO para as crianças poderem participar... dá licença!!!

ESCOLHA DE HORÁRIOS E DISTÂNCIAS PARA CRIANÇAS (a menor possível)

Tudo que a maioria das crianças que estarão na largada da sua corrida querem é, acima de tudo - DIVERSÃO... No Brasil, a maior parte delas não recebem nenhum treinamento e se inscrevem nas provas para se divertir - ou "obrigadas" (não é bem esse o termo) pelos pais, professores... Elas são crianças, adoram desafios e farão isto... mostrarão suas habilidades numa disputa natural... e sempre BUSCARÃO dar o seu melhor num clima de muita alegria.

CLARO QUE SÃO SUGESTÕES DE FAIXAS ETÁRIAS: organizador de uma corrida simples de rua pode optar em outras divisões de faixas etárias...

1. Pré-Mirim (11 e 12 anos no ano da competição) - escolha distâncias até 500 metros. Já vimos organizadores com problemas ao escolher distâncias tipo 1000 e até mais de 2000 metros para esta categoria, algumas vezes, em pleno verão com largada beirando os 35 graus... coitada da criançada - a maioria entram por entrar, nunca correram mais do que uns piques nas "aulas" (futebol/volei) de Educação Física no Brasil (com raras exceções...). Tudo que a garotada quer é simplesmente se divertir e dar o seu máximo... portanto, distância para esta faixa etária deverá ser a mais curta possível, como as recomendadas pela CBAT.

2. Mirim (13 e 14 anos, no ano da competição) - escolha distâncias até 1000 metros. Já vimos organizadores com problemas ao escolher distâncias tipo 1000 e até 2000 metros para esta categoria, algumas vezes em pleno verão com largada beirando os 35 graus... VALE REPETIR - coitada da criançada - a maioria entram por entrar, nunca correram mais do que uns piques nas "aulas" (futebol/volei) de Educação Física no Brasil (com raras exceções..). Tudo que a molecada quer é simplesmente se divertir e dar o seu máximo... portanto, distância para esta faixa etária deverá ser a mais curta possível, como as recomendadas pela CBAT.

3. Menores ou Juvenil (15, 16 e 17 anos, no ano da competição) - escolha distâncias até 3000 metros. Muitos organizadores, "matam" a maioria dos futuros corredores de rua, ao escolherem percursos para esta faixa etária, com distâncias como, cinco, oito e até 10 kms (já presenciamos muitos eventos assim). Pode Parar, isto é demais. O ideal aqui, também é respeitar o condicionamento da maioria dos participantes e optar por distâncias curtas, de, no máximo 2 a 3 kms... Imaginem de novo: um calorzão, 30, 35 graus... três da tarde, ou 9 e meia da manhã... já vimos muitos desmaios, mães, pais, técnicos desesperados... "cadê a ambulância que ainda não chegou...", portanto, vamos respeitar o nível de aptidão da maioria da criança brasileira... e, não se esquecendo que é recomendação das Federações de Atletismo do mundo inteiro.

TIPOS DE PERCURSOS PARA CRIANÇAS - sempre que possível, evitar as elevações/subidas acentuadas... Pode optar, porque não, pela famosa volta ao quateirão para os menores... para os juvenis, um percurso de ida-e-volta pode ser suficiente, ou de duas voltas que sempre é muito bom para o público acompanhar. A idéia é não ser longo... difícil.

CHEGADA DAS CRIANÇAS - é relativamente fácil "pegar" as três primeiras crianças finalistas masculinos/femininos numa simples corrida de rua... bastam dois grupos com três membros da organização, cada um reponsável, por "pegar" o primeiro, segundo e terceiro geral feminino/masculino. Os demais, já receberão suas medalhas no ato da chegada - no funil. Os três ganhadores serão conduzidos para um outro local, nomes anotados, se possível tempo (não vai acabar o mundo se não for divulgado isto, afinal, a garotada quer se DIVERTIR... tempo? isto é para os treinadores, corredores dependentes e pais fanáticos...)

CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO - CRIANÇAS E ADULTOS - Rapidez. Esta é a palavra chave para qualquer cerimônia de premiação. Um regulamento deve pensar em uma cerimônia ágil, veloz e emocionante. A coisa que mais irrita - participantes, público, família, zelador do prédio, PM, voluntários, trânsito, funcionário da Secretaria de Esportes, etc. - é a demora nas premiações. A maior parte dos organizadores pecam nessas cerimônias que no final, são monótonas e irritantes, com dezenas de autoridades convidadas, que nem são da área desportiva, algumas de idade avançada e muitas vezes, sem nem uma cadeira para se sentar... enfim, em pé, há horas - nem isso, foi pensado e é claro que eles não veem a hora de tudo acabar - É lógico que muitos eventos não voltam a acontecer exatamente por isto - o prefeito, o empresário, seus familiares, o presidente do Clube, o político, enfim, os que bancam (money) a festa e são os responsáveis pela realização do evento estão desgastados pela monotomia do desenrolar das coisas, já que quase sempre eles tem outros compromissos agendados e o resultado??: a edição do ano que vem acaba não se repetindo... lógico que não deveria ser assim... etc... mas, é assim que acontece, portanto, sugerimos RAPIDEZ. Mesmo os participantes de fora, motorista da Van, do Busão, o "tiozinho" que emprestou o carro e veio trazer as crianças... todos acordaram cedo e não veem a hora para retornarem para suas cidades... e ainda comer a macarronada de domingo... as crianças já se divertiram, mostraram suas habilidades, a maioria não ganhou nada e tudo que querem é se mandar... ir embora... portanto: nessa altura do campeonato, RAPIDEZ na cerimônia é um bom negócio - com certeza.

AUTORIDADES NA ENTREGA. O ideal é uma autoridade entregando TODOS OS PRÊMIOS, por exemplo, para a categoria MIRIM MASCULINO. Um "erro" que perde a dinâmica e atrasa a premiação é a do locutor, chamar, para cada ocupante do pódio, uma autoridade diferente... claro que isto pode ser feito, porém, deve ser planejado antes e executado de forma rápída. O ideal é uma autoridade para cada categoria, isto traz rapidez e funciona - afinal, tem um monte de categoria e vai ter trabalho para muita autoridade e idealizadores na distribuição dos troféus.

Outro errro comum é querer chamar/premiar nome por nome dos dez primeiros dessas categorias. Isto demora demais. Alguns eventos, colocam no regulamento e entregam medalhas do quarto ao 10º colocado no pódio e depois, os troféus para os três primeiros. Isto demora muito e perde o brilho da premiação. O pior é que em alguns eventos, para cada medalha é chamada uma autoridade... imaginem o tempo necessário para a entrega... super-cansativo... no final, nem o locutor não aguenta mais e fica tudo corrido e sem qualidade, sem emoção... você olha em volta e tudo já foi recolhido, funil desmontado, trânsito aberto e o locutor lá ainda, chamando uma nova autoridade para dar a medalha de oitavo geral na categoria... super-hiper-monótono.

BANHEIRO QUÍMICO - pode parar... já vimos primeiras edições de corridas de rua que deveriam ser simples, investir um montante razoável da receita, no aluguel dos tais Banheiros Químicos... gasto desnecessário na maioria dos eventos populares simples... toda cidade tem uma escola... um clube... uma câmara de vereadores... enfim, um local público onde as largadas e chegadas devem acontecer, e pode ser usado para atender esta finalidade... o engraçado é que fomos em um evento em que um monte de banheiros químicos foram retirados no final da prova intactos... limpos... devido à fraca participação, já que com esse investimento, faltou grana pra troféu e medalha e as categorias ficaram pesadas... pouca distribuição de faixas-etárias... mixaria de troféus... e assim, centenas e centenas não fizeram a inscrição... (Nada contra Banheiro Químico em Corridas de Rua - estamos falando de eventos simples)

COMPUTADOR - CUIDADO, não há necessidade disso na maioria das rústicas populares. Já presenciamos pequenas corridas de rua virar o maior rolo, tudo porque algum "esperto" da organização viciado em computador quis usar essa máquina na chegada... ventou... choveu... e deu o piripapo... travou... e quando o cara classificou as chegadas pra emissão das listas gerais... no excel... deu o maior rolo e misturou tudo... o pior é que a prova teve menos que 100 participantes... ridículo ter que usar computador na chegada de um evento popular ... não que seja errado - mas o trabalho que dá instalar... na rua... o risco que dá com relação a bateria... fios... tomadas... etc... mesmo com a alta-tecnologia dos portáteis... não... não invente... não vale a pena mesmo. Sejam simples, como fomos durante 500 anos: peguem a classificação manual - nessas provas de rua populares... marquem no papel com a caneta... simples... SEMPRE FUNCIONA. Claro, Claro, é verdade que tem idealizadores DE EVENTOS PEQUENOS que conhecem de computador o suficiente para fazer um evento super-virtual... e é claro que nesse caso, devem fazê-lo... compartilhar isto e jogar o evento na Rede o mais breve possível... mas, vale a pena repitir: ESTAMOS FALANDO DE EVENTOS POPULARES onde falta essa pessoa que tenha esta habilidade...

e para os encucados, mal acostumados, que mesmo com os relógios caríssimos, mesmo sabendo de suas marcas incríveis, mas, mesmo assim querem, acima de tudo se aparecer na rede... com classificação, foto, tudo no maior curto espaço de tempo...etc... por favor, se liguem, não tirem o prazer e a magia dos eventos populares - lugar em que o corredor aparece apenas para se divertir... competir... fazendo uma boa disputa popular em uma verdadeira rústica de rua ou de estrada....

CHIPS - (aguardem o texto) - não gastem com isto em eventos simples (ainda são caros)

FAIXAS ETÁRIAS IDEAIS - (aguardem) - importante para o sucesso dos eventos.

CAIXA ECONÔMICA AJUDA patrocinar eventos populares ??? (com certeza - aguardem que vamos instruir o passo-a-passo para fazer projetos simples que permitam a CAIXA ajudar - enquanto isso entre em contato com o Gerente da Caixa Regional de sua localidade e se informe...

PERCURSOS - aguardem o texto (ida-e-volta? - larga da zona rural? - duas voltas pelo centro?) -

INSCRIÇÕES - aguardem o texo (por telefone?; no dia até uma hora antes? cuidados na entrega de números; etc)

NÚMEROS - (aguardem o texto) -

PALCO-SOM - (aguardem o texto) - não gastem com isto em pequenos eventos.

PREMIAÇÃO EM DINHEIRO - (aguardem) - não há necessidade, na maioria dos pequenos eventos.

ÁGUA - (aguardem o texto) -

ÂMBULÂNCIA - (aguardem o texto) -

BATEDOR DA PM - (aguardem o texto) -

PRIMEIROS SOCORROS - (aguardem) -

SENHAS - CONTROLES - (aguardem O TEXTO)

MUITO MAIS ASSUNTOS... ÍTENS (VOLTEM iremos falar sobre muita coisa)

TEXTO EM DESENVOLVIMENTO - ABERTO PARA A PARTICIPAÇÃO DE QUEM QUISER OPINAR - COM RELAÇÃO AOS EVENTOS SIMPLES. RESPEITAMOS, E A MAIORIA DE NÓS, PARTICIPAMOS DOS EVENTOS MAIS ELABORADOS, OS MEGA-EVENTOS, ETC. APENAS NÃO PODEMOS ASSISTIR O DESAPARECIMENTO DAS RÚSTICAS POPULARES E, NÃO FAZERMOS NADA.

José Jorge & Joãozinho Cica - corredores de rua - Acorremar - Maringá-PR

 

2001
2002
2003
2004
2005
Acorremar - Associação dos Corredores de Rua de Maringá - Associação sem Fins Lucrativos
Utilidade Pública em Maringá - Lei 7361 de 20/12/2006
Sede Provisória - Rua Panamá, 539 - Vila Morangueira - Maringá - Paraná - (44) 3023-8582-Residência-Presidente ZEJORGE - email: acorremar@uol.com.br
[Home] [Artigos Científicos [Matérias] [Calendário] [Destaques] [Corredores Acorremar] [vídeos] [fotos][associacões][Fã-Club Vanderlei] [Força para Fundistas] [Antes de Começar a Correr][A mulher corredora][Nutrição] [Abdominais][Flexibilidade] [Psicologia][Alongamentos] [Lesões] [Esteróides][Sandro-Blog][Emerson-Blog] [Edna-Blog][Marluce][Luciano-Blog][AAM][Tucanos [Contato] [Adriana-Blog][Outros-Blog][Diretoria-Treinador][Parceiros]